OS SOBREVIVENTES – II DE III

O trabalho de cada um deles era simples. Deveriam se estabelecer no local, e ao mesmo tempo explorar as regiões mais próximas, efetuando medições dos níveis de poluição ambiental ainda existente. Feito isso, deveriam manter informadas as autoridades, através de relatórios mensais. Para tornar a tarefa possível, cada supervisor receberia um medidor portátil, que seria usado para coleta, análise e posterior compilação dos dados, que seriam transformados nos relatórios. O treinamento necessário para se tornar um supervisor, incluía lições de sobrevivência a ambientes de extremo risco.

Assim, aquele pequeno grupo, na verdade representava uma força de elite dentre os sobreviventes. Esse cuidado excessivo tinha uma razão de ser. Aquela não era uma cidade comum, já fora um local temido por todos antes da destruição; uma verdadeira lenda viva do pavor; o argumento preferido das mães para assustar filhos desobedientes.

Como cenário das lendas mais temíveis, diziam que monstros de caudas longas comedores de crianças, eram seus habitantes mais amistosos. Eles próprios lembravam claramente quantas noites ficaram sem dormir, pois suas mães diziam que crianças que cometessem alguma traquinagem, ao dormirem seriam levadas para lá. Desse modo, sabiam agora o motivo das lendas criadas sobre aquele lugar. Havia de fato uma zona proibida, da qual ninguém, sob nenhuma justificativa, deveria se aproximar, e esse era o motivo. Eles agora conheciam o motivo, pois nas primeiras tentativas de repovoar a cidade, dezenas de grupos haviam desaparecido misteriosamente naquela localidade. Só depois de muita pesquisa, de consulta de antigos mapas da região, é que haviam descoberto a causa. Para as centenas de pioneiros que no passado, disso ainda não sabiam, nada mais poderia ser feito; mas para as futuras gerações, havia uma chance, desde que o local fosse devidamente isolado.

Por Alberto Grimm

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s