ARANHA NEGRA – DEMÔNIOS – CAP.01

Parque Nacional de Yosemite, Califórnia…

-… E falta pouco para completar nossa expedição.

– É verdade Watson, já temos catalogados espécies suficientes para nosso banco de dados, e ainda temos que fazer uma análise microscópica posterior, mas prefiro continuar aqui até amanhã de manhã. Não é muito bom cruzar o parque à noite. Podem haver armadilhas naturais, e no escuro, tudo pode acontecer.

De repente, um barulho na folhagem interrompe a conversa…

– Mas o que é isso? Pegue a arma na mochila rápido – sussurrou Keller.

Os dois homens correram de armas em punho até a direção onde a folhagem tinha se mexido e para sua surpresa, um jovem de mais ou menos 15 anos, estava escondido e tentou sair correndo, mas Watson o pegou pela camisa.

– Mas quem é esse molecote, Watson? – perguntou Keller

– Humm… estou reconhecendo-o. Ele é um dos rapazes do posto de auxílio. Quando as pessoas se perdem, eles saem à procura.

O rapaz, visivelmente assustado, começa a balbuciar palavras sem sentido.

– Os olhos brilhantes… tem que sair daqui. Todos vão ser atacados…

– Como é? Do que você está falando? – perguntou Watson.

– Dos olhos brilhantes, temos que sair daqui, ou nós não escaparemos.

– Esse moleque está drogado. É a erva ou é coca, LSD etc.? – debochou Keller.

– Pare com isso Keller, não está vendo que ele está assustado de verdade? Se fosse droga ele estaria fora de si. Vamos leválo para o posto de auxílio. Ele precisa se acalmar.

Vinte minutos depois, próximo ao posto de auxílio…

– Humm estranho, não tem ninguém pelas redondezas Watson.

– É verdade Keller está muito estranho aqui. Ali está o posto. Vamos entrar.

Os três aproximaram-se da porta. Watson cerrou o punho e bateu na porta, mas ela abriu com a pouca força do soco na madeira. Os três entraram e ficaram surpresos.

– Mas não há ninguém aqui na recepção – constatou Keller.

– Foram eles…- balbuciou o adolescente.

– Eles quem? – perguntou Keller sem entender nada.

– Olhos Brilhantes – balbuciou mais uma vez o garoto.

Watson se afastou para olhar as outras salas foi quando teve a grande surpresa:

– Keeeeeeeeeellleeerrrrr!!!! Vamos sair daqui agora!

Três dias depois, na Columbo’s Detective Agency…

–  Eles estavam totalmente destroçados, Aranha.

– Descobriram qual a arma? – perguntou o mascarado.

– Infelizmente não foi possível devido ao estado dos corpos – respondeu o capitão Frank.

– Mais algum  detalhe, Capitão?

– Tem um mas não sei se ajudará muito. O garoto que foi encontrado várias vezes citou que “os olhos brilhantes” atacariam.

– Olhos brilhantes? – assustou-se o Aranha Negra.

O mascarado ficou pensativo por alguns segundos como tivesse lembrado de algo.

– Eu tenho um amigo que tem algumas revelações por sonhos e dias atrás ele me citou olhos que brilhavam no escuro. Eu cheguei a falar com ele sobre isso, mas não chegamos a nenhuma conclusão prática sobre esse caso.

– Você acredita em videntes? – perguntou o capitão Frank fechando o olho esquerdo.

– Capitão eu já vi muitas coisas estranhas neste mundo em meus casos e não posso duvidar de nada que minha fonte diz. Já escapei da morte muitas vezes graças às dicas dele.

CONTINUA…

Por Alci Santos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s