SOBREVIVENTES – CAP. 07

Tragédia…

Lafert fora jogado violentamente na água. Para sua sorte era muito bom nadador, assim como seu irmão Rovert.

Ambos tinham servido na marinha e uma coisa de que se orgulhavam era que ninguém os vencia nas competições de nado.

Foram muitas vezes convocados para torneios internacionais e ganharam todos. Não eram olímpicos, porque a marinha nunca permitiu esse tipo de envolvimento e eles não queriam deixá-la.

Um dia tiveram que deixá-la a contragosto. Alguém poderia desconfiar deles, pois em uma das viagens internacionais de debandaram em terra e roubaram um quadro valiosíssimo que passou na viagem de volta.

Resolveram ficar mais seis meses para não dar na vista e pediram dispensa. Como eram muito estimados, por todos quase os homens do alto escalão não os liberavam. Então tiveram que dizer de maneira sofrível que teriam que sair para morarem com uma avó que ficou sozinha na vida.

Todos caíram na conversa, até os figurões e só assim o liberaram. Depois os dois ficaram se corroendo, pois haviam enganado muitas pessoas que gostavam deles.

Rovert, porém, não sabia o que fazer naquela imensidão do mar. Achou melhor se entregar ao balanço das ondas.

De vez em quando nadava e tentava agüentar a sede, já que não poderia beber a água do mar. Até que avistou uma ilha o que fez rapidamente nadar até lá. Quando chegou até a praia, descansou um pouco e depois deitou-se na areia. Depois resolveu entrar no mato para ver se encontrava comida.

– Que droga, sozinho nesta ilha, dolorido e não há nenhuma fruta a vista.

Nem acabara de falar, quando olhou para o lado esquerdo, viu um pé descalço de uma pessoa, como se a mesma estivesse deitada. Resolveu então se aproximar para ver do que se tratava.

– Nossa, uma mulher descansando. Será que ela estava no transatlântico? – murmurou.

Ao se aproximar, notou que a mulher estava dormindo no solo e armada.

De repente…

– Parado e mãos para cima – bradou a mulher. Para não levar um tiro, Lafert obedeceu.

– Calma moça, eu sou um dos que estava no transatlântico que afundou.

– Que história é essa? – perguntou a mulher.

– O transatlântico Jersey afundou. Estava lotado. Pode até ser que tenha mais pessoas sobreviventes aqui nessa.

– Como vou saber que você não está mentindo? – arguiu a mulher desconfiada.

– Em primeiro lugar, veja a minha situação. Estou só com esse trapo de calça comprida e bem rasgada ainda por cima. Porque estaria mentindo? E depois porque eu estaria aqui? Com certeza não é porque eu quero.

A mulher de cabelos compridos bem louros tinha os mesmos olhos azuis de Lafert. Ela pensou no que o mesmo dissera, baixou a arma e falou:

– Vamos, temos que ir até o acampamento.

– Acampamento? Vocês têm um aqui? – surpreendeu-se Lafert

– Chegamos aqui do mesmo jeito que você aqui há três anos. Só que nós somos da marinha dos Estados Unidos. Nossa corveta afundou.

– Não posso ir ao acampamento ainda. Tenho que procurar meu irmão – disse olhando-a nos olhos.

– Como sabe que ele pode estar aqui na ilha?

– Moça eu tenho uma ligação especial com meu irmão. Quando um está próximo ao outro, nós sabemos por intuição.

Ela não acreditou muito, mas aceitou fazer uma busca. Em determinado momento viram o mato mexer e um braço aoarecer entre a folhagem baixa.

– Cuidado, tem alguém ali – constatou Lafert, que correu na ponta dos pés até lá. A moça correu atrás. Lafert ficou de frente com o homem.

– Fique parado e não se mexa! – exclamou Lafert apontando o dedo. A moça veio em seguida e encostou o revólver na cabeça do homem.

– Quem é você?

Lafert ficou surpreso com o que viu:

– Rovert…?!

CONTINUA…

Por Alci Santos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s