12º D.P. – A MÃO NA CAIXA – CAPÍTULO 03

– Mas o que é isso Rannie?
– Não sei Vinnie, mas é melhor ficarmos espertos. Essa sirene de polícia não parece ser nada de bom pra nós.
– Venha ver aqui do canto da janela Vinnie, mas não se exponha totalmente.
O homem louro se aproximou da janela e pôs-se a ver a operação policial. Rannie apesar de irmão dele, tinha cabelos pretos e olhos azuis.
– Rannie, é melhor nós sairmos logo deste prédio abandonado de drogados pois se eles entrarem aqui podem nos prender.
– Você tem razão mano. Vamos…
Nisso…
Venha Ming, vamos dar uma olhada naquele prédio ali cheio de vagabundos. Se o autor não estiver ali, eles podem ter visto algo.
– E quem vai olhar a mão?
– Roger estará lá Ming, vamos.
Os dois detetives atravessaram a rua e entraram na pocilga de vagabundos, e quando iam entrando em uma sala destruída viram Vinnie e Rannie correndo pela porta de saída do aposento.
– Parem, policia! Exclamou Will.
– Vou dar a volta para ver se os intercepto do outro lado. – falou Ming olhando para Will.
– Vá logo, ou eles vão fugir.
Ouvindo isso Ming pôs-se a correr atravessando as portas dos quartos.
Um pouco à frente…
– Não adianta ficarmos por aqui, temos que ir para o porão, ou eles vão nos pegar Vinnie.

CONTINUA…

Por Alci Santos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s