CASA DO TERROR – A 13ª REUNIÃO – CAPÍTULO 03

– Sinto-me só.

Willis aproximou- se e gritou próximo ao ouvido da pobre mulher:

– Tome uma atitude idiota. Conte piadas, crie um partido político, qualquer coisa para esquecer seu estômago. Tem comido muito? Por isso seu marido fica até tarde no trabalho. Ele não quer encontrar um monte de banha.

A mulher agora chorava de forma totalmente desesperada. Foi então que Willis aproximou-se e disse já com voz suave oferecendo um lenço:

– Sinto muito Joyce, tome. Você entendeu a mensagem. Retire-se!

As pessoas olhavam todas constrangidas para os dois pela situação.

A mulher então levantou-se e foi sentar na plateia. E assim chamou outra pessoa:

– Certo. Ben venha cá.

Um homem com seus 45 anos com roupas esportivas levantou da plateia e sentou no banquinho na frente de todos.

No andar de cima próximo á escada, um homem já com seus 60 bem magro e vestindo um terno negro, observava tudo. Willis olhou para cima e o de terno preto acenou com a cabeça. Willis então voltou a falar.

– O que vocês acham desse rapaz aqui? Parece que teve uma pequena melhora. Dá pra imaginar o quanto foi magro.

Enquanto isso, na plateia Ruth observava fixamente.

– Quanto peso perdeu Ben?

– Não perdi. Na verdade ganhei.

A plateia se esbaldou de rir com a afirmação.

– Não parece. Você pensa magro. Isso é importante. Parabéns, Ben. Pode sentar-se.

Nisso, Ruth estranhou a situação e franziu a testa e ficou pensativa.

– Pessoal, temos uma nova gorducha no pedaço.

Ben que estava sentado ao lado de Ruth, cutucou-a para ir até a frente. Ela levantou-se e dirigiu-se próximo a Willis que estava em pé próximo ao banco.

– Tem alguma foto?

Ruth entregou uma foto antiga e sentou-se no banco. O homem no andar acima com terno preto continuava observando tudo.

– Certo. Como eu pensei, não há nada congênito no seu estado – disse Willis mostrando as fotos para a plateia.

– Não – respondeu Ruth.

– Você precisa tomar uma atitude. Conte as calorias. Se não fizer isso, será uma baleia aos 40 anos.

Dizendo isso, dispensou a todos.

Mais tarde, no jantar…

– Mais uma batata por favor…

– Pare Ben assim você será o mais gordo da turma – disse Ruth.

– Foi Willis quem mandou.

– Deixe de brincadeira.

– É sério. Disse para eu me alimentar bem.

– Mas você está exagerando.

– Disseram que eu sou um caso especial. Faço dieta há duas semanas e não perdi peso. Willis mandou comer gordura para auxiliar no processo. Ele me deu um remédio para agilizar o metabolismo – disse Ben mostrando o vidro a Ruth.

– Isso parece loucura pra mim, mas as dietas são tão malucas que parecem mais trotes de primeiro de abril. Uma mulher disse que perdeu treze quilos com batata e sorvete.

– Recebe muitas cartas? – perguntou ele.

– Sim, principalmente sobre sexo, afinal estamos na era da ansiedade, ou seja, todos se sentem inadequados.

– Não sou exceção Ruth.

– Porque Ben? Seu casamento fracassou?

– Parte por isso e porque provoco tédio nas pessoas. Você vai cochilar antes do café chegar.

– Devo usar óculos escuros?

 
Continua…
 Esta obra é baseada na série de televisão “Hammer House of Horror” de Anthony Read. Episódio: The Thirteenth Reunion.

Por Alci Santos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s