O VINGADOR NEGRO – O BRILHO DA GANÂNCIA – EPÍLOGO


Dois dias depois…
– Aqui está a sua parte Gabriel.
– Obrigado Jeff, agora a mina é toda sua.
– Os rapazes vão ter muito trabalho para tirar todas aquelas pedras que fecharam as galerias principais, mas com a entrada que você mencionou deve facilitar mais. Porque não fica mais um tempo?
– Bem que eu gostaria, mas tenho que cuidar do meu rancho. Espero um dia revê-lo. Se passar por Austin, será muito bem-vindo.
E dizendo isso deu um forte abraço em Jeff, que perguntou:
– Você não é o Vingador Negro, é?
– Gabriel olhou para Jeff e sorriu. Abriu a porta, saiu, pegou seu cavalo na estrebaria e partiu para Austin.

 ATÉ A PRÓXIMA TEMPORADA!

Por Alci Santos

Anúncios

O VINGADOR NEGRO – O BRILHO DA GANÂNCIA – CAPÍTULO 08


– Sou sócio de Jeff nesta empreitada, mas ficarei por pouco tempo, em breve estarei voltando para Austin.
– Bom se não se importam, poderemos falar com os trabalhadores?
– Claro, vou chamar inclusive o homem em questão.
Minutos depois, na frente da mina…
– Ele não está aqui chefe. Deve ter entrado na mina. – Disse o capataz
Um dos trabalhadores confirmou então.
– Ele entrou na mina como se estivesse com pressa.
– Com certeza quer fugir, mas dessa vez não vai. Venham homens.
Os homens do Xerife entraram na mina guiado por Jeff e alguns trabalhadores. Gabriel disse que iria chamar o Vingador Negro.
Os homens avançaram e cada um ficara de guarda em cada acesso principal das galerias.
– Dessa vez ele não vai escapar – disse o xerife.
Enquanto isso…
– Eles pensam que vão ficar com o meu ouro, mas estão muito enganados. Se eu não ficar com ele, mais ninguém vai ficar com o ouro da minha propriedade.
O homem louco tirou de dentro de um saco, algumas bananas de dinamite e acendeu…
Dois minutos mais tarde ouviu-se uma explosão de estarrecer qualquer um aconteceu e as galerias mais fundas ficaram sem acesso.
O xerife ordenou que todos saíssem da mina para evitar riscos de ficarem presos.
Dentro da mina, a explosão fechara todas as galerias. Agora o autor da mesma estava inconsolável.
– Por causa desses malditos perdi todo o meu ouro, Vou embora mas eu voltarei,
De repente…
– Voltará sim, para o hospício de onde saiu – falou uma figura furtiva nas sombras da mina apontando o revolver para o homem.
– Quem é você? O ouro está enterrado, eu não tenho mais nada.
– Eu não quero o seu ouro, mas devolvê-lo para o lugar de onde você nunca deveria ter saído – disse o mascarado todo vestido de negro.
– Eu descobri a sua artimanha ao entrar pelo buraco no fundo da galeria mais interna da mina, mas agora acabou.
– Você não vai me levar para lugar nenhum.
E dizendo isso, o homem sacou sua arma, mas prevendo o movimento, o Vingador Negro pegou o seu chicote e desarmou o homem. Depois, com uma corda que havia levado, amarrou o homem e direcionou o homem para o buraco no final da mina. Para a sorte deles, a parte da saída ficava longe do local da explosão.
Mais tarde, o capataz chegou correndo com Jeff para avisar:
– Chefe, xerife, o maluco se encontra no seu escritório amarrado.
Os homens correram até lá e encontraram amarrado e um bilhete em cima da mesa: que dizia “ Aí está o seu homem xerife. Com os cumprimentos do Vingador Negro”.
– Esse mascarado aparece até por aqui? Pensei que era exclusividade do estado do Texas.
– Quem é esse psicopata de verdade Xerife? – perguntou Gabriel que chegava na sala de Jeff.
– Ele há muito tempo foi o dono destas terras, mas não sabia que havia ouro por aqui e faliu. Teve que vender a propriedade para não morrer de fome, mas foi enganado por uma prostituta e perdeu todo o seu dinheiro. Assim, ficou louco e após matar três prostitutas foi preso e julgado. Decidiu-se então que ele estava louco e que deveria ir para o sanatório de onde fugiu ao saber que havia ouro por estas bandas. Bom, está na hora de ir, temos uma longa cavalgada pela frente.
E assim, os homens e o xerife levaram o louco embora.

 CONCLUI A SEGUIR…

Por Alci Santos

O VINGADOR NEGRO – O BRILHO DA GANÂNCIA – CAPÍTULO 07


Mais um dia exaustivo de trabalho chega ao fim nas minas.
Um vulto sinistro caminha pela mina recolhendo o ouro roubado durante o dia de trabalho.
Este ouro é recolhido e separado antes de haver a contagem geral.
– Finalmente estou conseguindo juntar o montante correto para que eu possa viver bem o resto da vida. Mas ainda falta me livrar de pessoas que querem me impedir de fazer isto. Este ouro é meu e ninguém vai me gatunar.
Enquanto isso na fazenda de Jeff…
– Patrão, chegou o relatório geral de propriedades do estado e junto com ele um apelo do xerife – disse o capataz.
– Apelo do Xerife? Deixe ver.
Jeff abriu o envelope e tirou um panfleto com uma grande foto estampada.
– Aqui diz: “Procura-se homem evadido do hospício da cidade de San Antonio” e mostra a foto junto, veja.
– Humm… já vi esse rosto em algum lugar. Não era tão maltratado como está ai mas tenho certeza que vi. Talvez ele trabalhe para o senhor.
– Tem certeza? Se isso for verdade então temos que avisar o Xerife. Mande um homem agora até o Xerife e diga para ele aparecer aqui amanhã para fazer uma acareação com todos os trabalhadores.
– Sim senhor, patrão.
E assim, mais uma noite se passou sem problemas.
No dia seguinte o Xerife com vários homens chegaram à fazenda. O Xerife foi conversar com Jeff e Gabriel.
– Então quer dizer que ele está aqui Mister Jeff?
– Deixe de “arredondamentos” xerife, é só Jeff. Sim, meu capataz reconheceu o rosto no panfleto. Não comentei nada para não dar na vista mas agora é com o senhor.
– E  Dom Gabriel, o que faz tão longe da sua cidade?

 CONTINUA…

Por Alci Santos

O VINGADOR NEGRO – O BRILHO DA GANÂNCIA – CAPÍTULO 06


– Então existe alguém perambulando pela mina? – perguntou Jeff atônito.

– Sim, Jeff. Só não sei como ele consegue entrar, pois a vigilância é grande na entrada da mina. Somente eu e você temos autorização – Disse Gabriel abrindo os braços.

– Está me passando algo pela cabeça Gabriel.

– O que?

– Estou desconfiando que o ladrão é empregado da mina e deve conhecer bem a região. É a única maneira dele permanecer dentro. Amanhã vou mandar os homens vasculharem toda a mina.

– Se ele trabalha lá deve ser conhecido, Jeff.

– Amanhã vou mandar ficarem de olho em quem permanece por ultimo nas galerias.

– Grande ideia Jeff.

No dia seguinte, Gabriel vai até a entrada da mina para investigar um pouco…

– Hum… se a entrada é fortemente vigiada, e o ouro continua desaparecendo, somente pode haver duas opções. Ou o ladrão permanece na mina após os trabalhos, ou há outra entrada para a mina em algum outro lugar. A parte das galerias é inexplorada ainda por grande parte, talvez tenha algo interessante lá. Como não pode ser também na entrada principal e nem nos lados que é rocha pura até o riacho então na parte dos fundos pode conter alguma entrada que ninguém sabe.

Uma hora depois, Gabriel agora vestido de Vingador Negro, galopou até o riacho que ficava mais ou menos um quilômetro após os fundos da mina.

– Não tem nada por aqui. Vou seguir pela direita em direção aos fundos da mina.

Após um breve galope, algo chama a atenção do mascarado…

– Estranho. Aqui a vegetação aumenta, mas quando chega perto dos fundos da mina ela diminui bastante, como se alguém tivesse cortado a mesma deixando uma pequena parte para encobrir algo.

O justiceiro examinou a vegetação, até que na parte que havia menos folhas, ao passar as luvas negras, viu um buraco na parede na junção do chão com a parede do fundo da mina.

– Temos algo aqui. Vou dar uma olhada. Se for o que penso, as horas de roubo desse ladrãozinho estão contadas.

CONTINUA…

Por Alci Santos

O VINGADOR NEGRO – O BRILHO DA GANÂNCIA – CAPÍTULO 05


Na entrada principal da mina…
– Não posso lhe deixar entrar amigo. Ordens do patrão – disse o vigia da mina barrando a entrada de Gabriel.
– Eu tenho uma autorização por escrito para vasculhar a mina vindo diretamente do seu patrão.
Gabriel pegou de seu bolso da camisa um pedaço de papel e entregou ao homem, que pegou e fez uma careta antes de ler.
“ Eu, Jeff Carter, autorizo o portador deste, a examinar de maneira total a mina seja a qualquer momento que o mesmo desejar.”
– Hummm, é a letra do patrão. Essa letra é ímpar. Você pode passar.
– Eu lhe agradeço, mas ouça: Somente eu e o detetive que Jeff falou na reunião, tem essa autorização. Então somente eu, ele e o Jeff podemos entrar aqui – disse Gabriel olhando nos olhos do vigia.
E assim, Gabriel pegou um candeeiro e partiu para adentrar na mina ao anoitecer. Ele precisava ser se encontrava alguma pista do meliante.
– Essa investigação à noite com somente um candeeiro, não será nada fácil, se não conseguir nada, amanhã tentarei durante o dia – disse Gabriel a si mesmo.
Então entrou na mina e foi cada vez mais avançando naquele ambiente sombrio. Ficou um certo tempo na mina e já estava para retornar quando ouviu passos à sua frente.
– Hum parece que tem alguém penetrando na mina durante a noite e não é ninguém autorizado – sussurrou Gabriel para si mesmo.
Resolveu então deitar e arrastar-se pelo solo da mina. Retirou sua camisa e colocou por cima do candeeiro, tendo o cuidado de deixar a parte de cima descoberta para a chama não apagar. Ao chegar mais á frente, um tiro ecoou nas paredes e estava relativamente próximo.
Gabriel teve que apagar a chama do candeeiro e imediatamente foi para outro lugar e disparou três tiros na direção de onde tinha ouvido o barulho anterior.
Os tiros pararam, mas ele preferiu voltar porque agora sem luz não se enxergava nada e com grande sorte, ele somente havia percorrido a reta inicial, sem ter entrado pelas maiores galerias que ficavam mais além.
Para ele era melhor não arriscar.Voltou então em linha reta até a entrada onde vários mineiros se encontravam assustados com armas e candeeiros.
– Calma pessoal. Sou eu Gabriel.

CONTINUA…

Por Alci Santos

O VINGADOR NEGRO – O BRILHO DA GANÂNCIA – CAPÍTULO 04


Dias depois Gabriel retornava. Ele precisava descobrir quem estava subtraindo o ouro e diminuindo seus lucros.

Agora que Jeff havia concordado com a vinda do Vingador Negro, ele poderia agir em segredo e assim resolver o caso de uma vez por todas.

– Então está tudo certo Gabriel? Perguntou Jeff com um copo de uísque na mão direita.

– Fique tranquilo que a partir de agora as coisas vão mudar por aqui –disse Gabriel batendo no ombro de Jeff.

No dia seguinte, Jeff convocou uma reunião com todos os escavadores para que pudesse informar que a partir de agora as coisas iam mudar.

– A partir de agora as coisas para o nosso ladrãozinho vão piorar. Eu contratei um detetive que está escondido entre nós.

– Chefe e como saberemos se ele é o ladrão se vermos algo estranho?

– Ele não deve se mostrar mas com certeza vocês saberão que é ele caso o homem achar necessário. Mais perguntas? Se não, tenham uma boa noite e vamos continuar a vigiar a mina.

Mais tarde…

– Quer dizer que colocaram um detetive em nosso meio? Tenho que ter cuidado.

Dizendo isso, o bandido andou até um pequeno riacho que saia de uma abertura coberta pela folhagem há dois quilômetros da mina.

– ahahah! Ninguém conhece esse buraco que vai dar nas galerias da mina. Graças ao fato de eu ter encontrado, ficarei rico.

E assim o homem entrou se arrastando no buraco.

CONTINUA…

Por Alci Santos

O VINGADOR NEGRO – O BRILHO DA GANÂNCIA – CAPÍTULO 03


– Ele é confiável?

– Jeff, se estou oferecendo para ele pegar esse ladrão do ouro, é porque confio nele.

– Vou pensar no seu caso.

– Certo, mas não demore porque senão os desfalques vão aumentar.

Dois dias se passaram e o ouro continuava desaparecendo. Foi então que Jeff não aguentou mais.

– Riley, chame Gabriel. Preciso falar urgente com ele.

– Sim chefe.

Quinze minutos depois…

– Aqui está ele chefe.

– E então Jeff já tomou sua decisão?

– Pode sair Riley, obrigado por chama-lo.

– De nada chefe.

Depois que Riley saiu Jeff falou:

– Gabriel já não aguento mais. Vamos fazer como você disse. Chame o vigilante e esperemos que isso não seja um erro.

– Calma Jeff. Ele é um vigilante, mas é a favor da lei.

– Muito bem Gabriel. Quando ele virá?

– Tenho que voltar até Austin para contatá-lo e em alguns dias estarei de volta e ele já vai estar agindo.

– Ok então. Mas vamos redobrar a vigilância enquanto você está fora

Gabriel aproveitou a oportunidade para voltar a Austin e rever os amigos e aproveitou para pegar sua roupa do Vingador Negro.

CONTINUA…

Por Alci Santos